'Call of Duty: Black Ops II' traz enredo de filme e bons confrontos

 

Dos dois estúdios que desenvolvem os jogos da franquia “Call of Duty” para a Activision, a Infinity Ward e a Treyarch, esta última é considerada pelos fãs por fazer os piores jogos da série. Afinal, os títulos “Modern Warfare” são superiores em termos de visual, narrativa e partidas on-line do que “World at War” e o primeiro “Black Ops”, mesmo com este título superando as expectativas de vendas.

compre o Game Call of Duty: Black Ops II para XBOX360 ou  PS3 em até 10x sem juros

Mas em “Call of Duty: Black Ops II“, a Treyarch tinha a obrigação de se superar, criando um game acima do esperado, após o sucesso de “Modern Warfare 3“, de 2011. E conseguiu.

'Call of Duty: Black Ops II' traz enredo de filme e bons confrontos

Não só o game tem o melhor visual de um jogo da franquia – o que não é nada de espetacular – mas tem a melhor história, o melhor modo de partidas on-line, as melhores armas e cenas de ação de toda a série. E tudo isso está amarrado à narrativa de que pequenos eventos que acontecem na vida de uma determinada pessoa no passado podem mudar os rumos da história no futuro.

História de filme

Para contar uma história com um arco que passa pelas décadas de 1970 e 1980 e termina em um confronto futurista em 2025, com armas aprimoradas e uma tecnologia nunca antes vista, a produtora teve que criar personagens convincentes que conseguissem interagir com os heróis do título anterior. A forma como o enredo se desenvolve e se entrelaça para o final do jogo abre um novo leque de opções para a franquia “Call of Duty” usar nos próximos jogos.

Há tudo o que o fã de jogos de tiro espera de uma campanha. Cenas de ação, muita violência (no Brasil, o jogo não é recomendado para menores de 18 anos), acidentes de carro, grandes explosões e confrontos épicos com muito tiroteio. Mas, como era de se esperar, a história é bastante curta e em poucas horas este modo pode ser concluído.

As cenas de corte contam mais sobre a história, que envolve uma nova Guerra Fria, desta vez entre Estados Unidos e China, e a alta tecnologia da época, que inclui robôs e aviões modernos e o uso de elementos atuais como Twitter, Facebook e Youtube para que a célula criminosa pudesse espalhar seus ideais pelo mundo.

compre o Game Call of Duty: Black Ops II para XBOX360 ou  PS3 em até 10x sem juros

O rosto dos personagens computadorizados está convincente, passando emoção nos diálogos, e ajuda a contar a história que começa na década de 1970. A Treyarch tomou o cuidado de mostrar os dois lados do conflito, dos terroristas e de quem deve nos defender, Por isso, há momentos em que o jogador vê toda a dor de Raul Menendez, o grande vilão, e vemos personagens do título anterior, contando detalhes de missões passadas e os motivos de o mundo estar em guerra mais uma vez. Você o vê criança, adolescente e velho, quando ele executa o plano maligno da sua vida.

'Call of Duty: Black Ops II' traz enredo de filme e bons confrontos

E a dublagem em português veio para ajudar a compreender melhor o enredo complexo. As vozes são conhecidas de filmes e seriados de TV e, diferentemente do que foi visto em outros games, ela é bastante competente. Embora o uso de certas palavras possa soar estranho para os nossos ouvidos, a carga emocional passada, as ordens no meio do tiroteio e as conversas mais emotivas estão muito próximas da versão original.

Há opções ao longo do jogo que moldam seu final. Seguir por um caminho determinado ou realizar determinados objetivos secundários nas missões pode abrir novos rumos do enredo ou até fazer com que um personagem fique vivo. E até chegar nestes momentos, há muito tiroteio.

Com o game rodando a 60 quadros por segundo, mirar e atirar é preciso, fácil e gratificante. Usar uma arma e atingir o alvo à distância está ainda melhor. Dependendo da época em que a missão ocorre as armas são diferentes. No século passado o jogador utiliza armamentos clássicos da série e, no futuro, as armas são melhores, e usam tecnologia para visualizar os alvos – os inimigos usam mantos de invisibilidade – e há munição que atravessa as paredes.

compre o Game Call of Duty: Black Ops II para XBOX360 ou  PS3 em até 10x sem juros

O controle de veículos ou do cavalo – há uma fase que você deve enfrentar inimigos montado em um – é fácil, mas não acrescenta em nada na aventura. Menos mal, o tempo que se passa neste modo é curto.

Uma novidade na série foi a introdução das missões Strike Force, na qual o jogador deve comandar um pelotão composto por soldados, robôs e aeronaves. A ideia é boa no papel, mas na prática, não funciona tão bem. Você pode selecionar a unidade a ser controlada e também dar ordens para ela, observando tudo de cima. Mas é muito mais fácil poder encarnar um soldado e eliminar todos os adversários do que ficar dando ordens. Entretanto, se houver um balanço e um modo de controle melhorado para este modo, certamente ele pode ser tornar mais popular, principalmente ao se jogar cooperativamente ao lado de amigos.

Modo on-line

O melhor da série “Call of Duty” está no modo on-line, que volta ainda melhor em “Black Ops II”, a começar pelo retorno de um dos melhores mapas dos jogos de tiro on-line, o Nuketown, uma pequena área para testes nucleares. No novo game, ela retorna exatamente com o mesmo design – duas casas em locais opostos com ônibus e caminhões entre eles -, mas com visual “retrô-futurista” e o nome de Nuketown 2025. Este extra está nas versões adquiridas em pré-venda do jogo.

'Call of Duty: Black Ops II' traz enredo de filme e bons confrontos

Os fãs podem jogar este mapa o quanto quiserem, já que o game muda apenas o modo de jogo entre todos os disponíveis: mata-mata em equipe, contra todos (death match, em inglês), capture a bandeira, dominação, quartel-general e, um dos melhores, o baixa confirmada. Neste último, além de ter que matar os adversários, recebendo 50 pontos, é necessário pegar “dogtags” que eles deixam no chão para “confirmar a baixa” caso um colega de equipe pegue a dogtag do adversário morto, os pontos são divididos. Se um colega seu morrer e você pegar a “dogtag” dele, que fica vermelha, recebe-se 25 pontos – e os adversários perdem o restante da pontuação.
O restante dos mapas se mantém eficiente como os de “Black Ops” e de “Modern Warfare 3”, com espaço suficiente para confrontos imparciais entre as equipes, locais para se proteger e a possibilidade de, caso o jogador tenha uma equipe de saiba jogar organizadamente, de conseguir criar emboscadas e táticas para vencer. A cada eliminação, vitória ou derrota, o jogador aumenta de nível, abrindo uma série de opções a serem configuradas.

compre o Game Call of Duty: Black Ops II para XBOX360 ou  PS3 em até 10x sem juros

O uso de armas aumenta o nível delas, permitindo colocar acessórios como lentes para mirar à distância, espingardas e lança-granadas. Há as habilidades do jogador que permitem resistir à explosões, correr por mais tempo, sumir dos radares etc. Cada uma destas opções custa um ponto, que é recebido quando o jogador realiza uma determinada tarefa ou aumenta de nível, criando inúmeras possibilidades de configurações das Classes para as partidas. Há novos elementos que é possível comprar que permitem usar três acessórios ao mesmo tempo na arma, por exemplo.

'Call of Duty: Black Ops II' traz enredo de filme e bons confrontos

Muitos zumbis

O modo Zumbi, em que o jogador enfrenta Zumbis, está de volta. É possível participar do modo de sobrevivência, em que, ao lado de um amigo, deve-se eliminar ondas de zumbis que chegam cada vez mais fortes. Mas, como um todo, este modo parece mais uma aventura.

Há mais espaço para percorrer e há mudanças de cenários e locais que você deve defender por um determinado tempo, aumentando a vida deste modo.

compre o Game Call of Duty: Black Ops II para XBOX360 ou  PS3 em até 10x sem juros

Embora seja superficial, este modo de jogo complementa toda a experiência de “Black Ops II”. Com todo o conteúdo colocado no disco, há muito que se fazer durante os próximos 12 meses, até que o próximo “Call of Duty” seja lançado. Mesmo com a história curta, os modos on-line cumprem bem o seu papel de manter os fãs ocupados por horas.

_fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.