Câmera digital 3D da Panasonic, a câmera Ferrari, da Hasselblad, e uma portátil com cara de profissional da FujiFilm foram os destaques na Photokina

Nesta última semana, a Photokina, em Colônia, na Alemanha, reuniu profissionais e interessados em fotografia. Como já ocorre no mundo dos eletrônicos de consumo, a mania do 3D chegou às câmeras digitais semiprofissionais, com um lançamento da Panasonic capaz de gerar imagens em três dimensões. Outros destaques da megafeira, que termina neste domingo, incluem a câmera Ferrari, da Hasselblad, e uma portátil com cara de profissional da FujiFilm. Separamos as principais novidades por fabricante:


A Lumix DMC-GH2 é o primeiro modelo da Panasonic com lentes intercambiáveis capaz de fotografar em 3D

Casio – o modelo colorido da Casio, a Exilim EX-Z2300, parece básica, mas não é. Com 14,1 megapixels de resolução, a compacta usa uma nova tecnologia (Single Frame SR Zoom) para manter a qualidade em “super resolução” de imagens feitas com zoom óptico de até 7,5x. A câmera, disponível em cinco cores, também faz vídeos em HD e tem uma bateria que dura até 580 fotos com uma única recarga, de acordo com a fabricante. Preço e lançamento não foram informados.

Disponível em cinco cores, Exilim EX-Z2300 da Casio faz vídeos em HD e tem uma bateria que dura até 580 fotos com uma única recarga

FujiFilm – a FinePix X100 é um modelo compacto de tamanho reduzido que, segundo a fabricante, vai brigar com marcas como Panasonic e Olympus por “grande qualidade de imagem” e substituir uma câmera DSLR grande. Tem uma lente fixa e bastante luminosa de 23 mm e sensor em formato APS-C de 12,3 megapixels (com direito a vídeos em HD). Seu visor híbrido alterna o visor óptico convencional com um eletrônico, que traz informações sobre a cena a ser fotografada. Sem preço definido ainda, sai em 2011.


A FinePix X100 da FujiFilm é um modelo compacto de tamanho reduzido que vai brigar por ‘grande qualidade de imagem’ e substituir uma câmera DSLR grande

General Imaging (GE) – Lançou na Photokina a DV1, uma filmadora portátil “do tamanho de um celular” capaz de filmar em alta definição (1080p). O modelo é à prova d’água, com resistência até 5 metros de profundidade e 1,5 metro de resistência a quedas. O modelo será vendido por 99 euros a partir deste mês. Já a PJ1 é um modelo de câmera digital compacta com um projetor integrado. A câmera tira fotos de 14 megapixels que podem ser projetadas em uma superfície com tamanho máximo de imagem de 854 x 480 pontos. Sai só em fevereiro, por um preço estimado em 25o euros.


A DV1, da GE, tem o tamanho de um celular, grava em alta definição e é à prova d’água

A GE lançou também a PJ1, modelo de câmera digital compacta com um projetor integrado que tira fotos de 14 megapixels

Hasselblad – A alemã mostrou sua nova linha H4D, que inclui um modelo de edição limitada (499 peças) feito em parceria com a Ferrari. A H4D Ferrari Limited Edition traz acabamento na cor “rosso fuoco” característica da Ferrari, e vem com o escudo da montadora ¿ e uma lente de 80 mm. As câmeras da série H4D vêm com sensores de imagem de médio formato (voltado basicamente a profissionais de estúdio) com resoluções que podem atingir até 60 megapixels. O preço da H4D, entretanto, não foi divulgado.


A alemã Hasselblad lançou a H4D Ferrari Limited Edition, que traz acabamento na cor ‘rosso fuoco’, característica da Ferrari, vem com o escudo da montadora e uma lente de 80 mm

Pentax – Seu grande destaque na Photokina foi a câmera semiprofissional K-5, com um sensor de 16,2 megapixels, capacidade de trocar lentes e capturar até 7 imagens por segundo, além de vídeo em alta definição (1080p a 25 quadros/segundo em formato 16:9, o mesmo do cinema). Entre seus recursos, permite criar imagens em formato HDR, que combina exposições gerando uma foto diferenciada. Preço não foi divulgado.


O grande destaque da Pentax foi a câmera semiprofissional K-5, com um sensor de 16,2 megapixels, capacidade de trocar lentes e capturar até 7 imagens por segundo, além de vídeo em alta definição

Panasonic – A Lumix DMC-GH2 é seu primeiro modelo com lentes intercambiáveis capaz de fotografar em 3D. No começo do mês, durante a IFA 2010, em Berlim, a fabricante japonesa já havia mostrado sua lente 3D, no entanto, sem dar previsão de lançamento. A câmera, com 16 megapixels de resolução, é capaz de fazer vídeos em alta definição (1080p) no formato AVCHD e vem com um novo modo “cinema”, para deixar filmes com cores cinematográficas. Sua lente 3D (H-FT012) tem dois sistemas ópticos instalados, gerando imagens estereoscópicas para as duas lentes (direita e esquerda). As imagens podem ser vistas em TVs 3D, como as Viera, da própria Panasonic. Chega às lojas em dezembro nos Estados Unidos, com três opções: corpo da câmera apenas, sem lentes (US$ 899,95); com uma lente 14-42 mm (US$ 999,95) e com lente 14-140 mm (US$ 1.499,95).

_fonte www.tecnologia.terra.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.